- T R A Ç Â O  A N I M A L -

Veículos a vapor  |  Motor a explosão Outras tecnologias

 

Clique para ampliar

Os ônibus "knifeboard" de Londres
Este tipo de ônibus hipomóvel foi usado em Londres durante muitas décadas, a partir aproximadamente de 1850. O nome knifeboard se originou da associação que o público fez entre o banco colocado no teto do veículo e um utensílio doméstico, a tábua de se limpar facas, que era coberta com um feltro. Vemos na imagem dois ônibus deste tipo, em pleno período Vitoriano, em rumo para Oxford Circus

 

A criação da LGOC de Londres
A LGOC, London General Omnibus Company, foi criada em 1856 por três empresários franceses, e ela revitalizou a indústria. Suas atividades se iniciaram em janeiro de 1856, com 27 veículos e, no final do ano, já possuía 600 ônibus a cavalo, tornando-se a maior companhia de ônibus no mundo. Seus modelos eram maiores que os outros e levavam 26 passageiros, 12 no interior e 14 no teto, uma capacidade que se tornou um padrão pelos próximos 30 anos

Clique para ampliar

 

Clique para ampliar

O maior ônibus hipomóvel do mundo
Esse ônibus de Stephenson, de 1875, foi provavelmente o maior ônibus hipomóvel jamais construído. Era puxado por dez cavalos e levava 120 passageiros, embora seja difícil imaginar sua operação numa cidade superpovoada. Poderosos freios, acionados por parafusos, atuavam nas rodas traseiras. Em 1914, George Schlitz, de Brooklyn, NY, o motorizou, ligando-o a um trator Knox-Martin, e passou a usá-lo como veículo de excursão para piqueniques 


<<

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11
12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 

>>