- V E Í C U L O S  A  V A P O R -

Tração animal  |  Outras tecnologias  |  Motor a explosão


 

Clique para ampliar

Obéissante de Bollée
Entusiasta da locomoção mecânica, Amédée Bollée criou, em 1873, sua primeira viatura a vapor, batizada por ele com o nome Obéissante, a Obediente. Ela usava uma caldeira Field com tubos de água, situada na traseira do veículo, tinha um diferencial, e também um eixo dianteiro montado sobre dois pivôs. Estas características lhe permitiam atingir 30 km/h, levando 12 passageiros. Tendo demonstrado ser confiável sua viatura, Bollée recebeu uma autorização para conduzi-la entre diversos municípios, segundo um itinerário preestabelecido

 

A Mancelle de Amédée Bollée
Construída em 1878, a Mancelle foi uma viatura revolucionária. Ela tinha um motor de três cilindros, uma transmissão que incluía pinhões cônicos e correntes. Tinha também um diferencial. Cada roda dianteira tinha uma suspensão independente por meio de um feixe de molas transversais. A direção era do tipo de pinhão e cremalheira, sendo que esta era feita em forma de arco. A Mancelle podia ser fornecida com duas carrocerias: caleche e sege postal. Foi um grande sucesso comercial, e que levou Bollée a contratar 50 operários, dedicados à construção deste veículo

Clique para ampliar

 

Clique para ampliar

O Faeton De Dion-Trépardoux
Neste modelo de 1885, o Faeton, um dos primeiros resultados da associação entre De Dion, Bouton e Trépardoux, a caldeira foi posicionada em cima do eixo traseiro, e ela era administrada por um foguista que se sentava na traseira do veículo. A condução do veículo foi colocada na dianteira


<<

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11
12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18

>>